“Carta de Barcelona” visa implementação de cidades inteligentes no Brasil

Vice-presidente da Câmara dos Deputados e do Congresso Nacional, Marcelo Ramos subscreveu documento que conclama um Brasil mais humano, justo e sustentável

Autoridades, especialistas e instituições brasileiras e espanholas lançaram, hoje, 19/10, a “Carta 22@ Barcelona – Nós somos as cidades que fazemos”, que se estabelece como um chamado a um Brasil mais humano, justo e sustentável a partir de soluções smart cities. Os termos foram discutidos coletivamente em meio à 10ª edição do Smart City Expo World Congress, como um dos resultados do maior evento sobre cidades inteligentes do mundo.

“Vim para Barcelona com o objetivo de estabelecer ampla cooperação internacional em benefício do Brasil e dos brasileiros, justamente no momento que o Parlamento Federal discute a consolidação e a atualização de marcos regulatórios relacionados ao tema, como a instituição da Política Nacional de Cidades Inteligentes”, diz Ramos que lançará, no Congresso Nacional, a “Frente Parlamentar de Apoio às Cidades Inteligentes.”

Marcelo Ramos representou a Câmara dos Deputados no evento, que reuniu participantes de 150 países, tendo o Brasil enviado 120 autoridades, entre governadores, prefeitos, especialistas e empresários. A missão foi organizada por entidades como a Frente Nacional de Prefeitos – FNP, Instituto Sociocultural Brasil/China – Ibrachina, La Salle Technova Barcelona e iCities Smart Cities Solutions – representante do consórcio Fira de Barcelona no Brasil.

Carta 22@ – “A implementação e desenvolvimento de cidades inteligentes tem alto potencial para a transformação socioeconômica do Brasil. No cenário global, protagonistas destacam-se como indutores dessas diretrizes. Essa orientação nasce e se inspira nas cercanias do bairro @22, região de Barcelona, que teve no nosso mentor Dr. Josep Piqué, o responsável pelas políticas de inovação e modernização que levaram o aludido bairro a um case de sucesso mundial, padrão de organização, criatividade e capacidade”, explica um dos trechos da Carta.

Acompanhe o trabalho doMarcelo Ramos

    Buscar

    Compartilhe os artigos

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin
    Share on whatsapp
    Share on telegram

    Confira algumas análises

    Dê um like no Facebook