Vice da Câmara, Marcelo Ramos comemora promulgação de emenda que aumenta repasses aos municípios

Reajuste do FPM foi pautado e aprovado sob a presidência de deputado amazonense

O Congresso Nacional promulgou, nesta quarta-feira (27), a Emenda Constitucional 112, que aumenta em 1 ponto percentual os repasses de alguns tributos da União para as cidades, por meio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Na prática, o 1% adicional que começa a ser depositado no FPM a partir de 2022 serão gradativos e darão um reforço no caixa de cerca de R$ 5 bilhões municípios brasileiros.

“Tive a honra de pautar e conseguir aprovar a proposta quando acumulei as presidências da Câmara e do Congresso Nacional. Também instalamos, sob a minha presidência, a comissão especial que analisará a PEC 122, que estabelece que nenhum encargo financeiro poderá ser repassado aos municípios sem o suporte dos valores correspondentes,”disse Ramos, ao saudar a presença do presidente da Associação dos Municípios do Amazonas, prefeito de Manaquiri, Jair Souto.

De acordo com o texto aprovado, a União deverá repassar para os municípios 23,5% da arrecadação com o Imposto de Renda e com o Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) – atualmente, são 22,5%. O aumento será escalonado nos quatro primeiros anos. Nos dois primeiros, o repasse a mais será de 0,25 ponto percentual. No terceiro ano, de 0,5 ponto percentual; e do quarto ano em diante, de 1 ponto percentual.

Valores
Em 2020, o total transferido por meio do FPM foi de R$ 87 bilhões, divididos por 5.570 municípios. Até setembro de 2021, o total repassado foi de R$ 78 bilhões. Desde a Constituição Federal de 1988, os repasses foram aumentados duas vezes em 1 ponto percentual: em 2007 e em 2014. Esses valores são repassados em julho e em dezembro de cada ano.

Buscar

Compartilhe os artigos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Confira algumas análises

Dê um like no Facebook