Enchente do Amazonas começa a preocupar amazonenses

Após a atualização da medição do nível do rio Amazonas, foi constatado que dezenas de famílias estão sendo atingidas diretamente pela cheia

Detentor de belezas naturais e do título de maior do mundo com 6.992,06 quilômetros de extensão e também o mais antigo, com aproximadamente 9,4 milhões de anos, o rio Amazonas preocupa moradores de Óbidos, na região oeste do Pará. 

É que, devido a enchente deste ano, vários bairros e comunidades do Município foram inundados pelas águas do Amazonas, causando inúmeros prejuízos às famílias. 

Em entrevista coletiva realizada no dia 30 de março último, o prefeito Jaime Silva e o coordenador da Defesa Civil, Jamerson Amaral, falaram sobre o reconhecimento do decreto de emergência pela Defesa Civil Nacional. 

“Esse decreto do Município declarando estado de emergência, foi reconhecido pela Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) e confirmado pelo governo federal, por meio da Secretaria Nacional de Defesa Civil. Isso vai trazer melhorias pra Óbidos. Estamos também com uma ouvidoria para atender todas as demandas da população”, garantiu Jaime  Silva. 

De acordo com Jamerson Amaral, após a atualização da medição do nível do rio, foi constatado que dezenas de famílias estão sendo atingidas diretamente pela cheia, bem como ruas e casas danificadas, preocupando o órgão. 

Jamerson revelou que a Defesa Civil fez um levantamento dos pontos críticos e enviou ao governo, a fim de que seja providenciada a ajuda necessária. Enquanto isso, moradores e comerciantes da frente da cidade instalam marombas para facilitar acesso aos estabelecimentos comerciais. 

A 4ª Regional de Defesa Civil do Baixo Amazonas (4ª Redec) afirma que acompanha a situação do município diariamente. 

De acordo com a 4ª Redec, é importante que as coordenadorias procurem alinhar as informações para o melhor desenvolvimento do trabalho da Defesa Civil. A 4ª Redec garante que o governo tem interesse em dar apoio à Defesa Civil local, percebendo a importância das Secretarias dentro do Município. 

Até porque, segundo a Defesa Civil, em qualquer escala, seja ela Municipal, Estadual ou Federal, precisa das secretarias pra fazer o trabalho fluir. A coordenação afirma que tem a preocupação em fazer a Defesa Civil se estruturar, trabalhar realmente a prevenção e desenvolver um trabalho pautado na questão de criar parâmetros e conhecer tecnicamente esse trabalho. 

Fonte:

http://www.portalsantarem.com.br/noticias/conteudo/cheia-do-rio-amazonas-preocupa-defesa-civil-de-obidos-no-para/85651

Acompanhe o trabalho doMarcelo Ramos

    Buscar

    Compartilhe os artigos

    Compartilhar no facebook
    Compartilhar no twitter
    Compartilhar no linkedin
    Compartilhar no whatsapp
    Compartilhar no telegram

    Confira algumas análises

    Dê um like no Facebook